Wednesday, October 26, 2011

Cartas do Anónimo


Dar não é receber. Dar é desprendermo-nos do dia-a-dia. Dar um beijo, ou uma caneta dourada, podem ser gestos estéreis, mecanizados. O orgulho da dádiva vem da intenção, mas sobretudo da consciência. A mesma consciência que nos impede de mentir a alguém, ou que nos trava a mão antes desta deixar cair uma coisa boa no chão.
Quando foi a última vez que demos qualquer coisa?
Os sistemas não se mudam mudando de sistema. São os homens que mudam os sistemas. Somos nós, os intencionados, que podemos mudar a realidade.
Dar não é receber.
Dar é mudar.

Simples, não é?..

Givers, Words

No comments: