Thursday, January 8, 2009

Song for Today

Nome Soulbizness
Música Oh Sugar
Xuke's Note Descendentes luso-directos do feeling de Stevie Wonder, do groove de Prince e do punk dos Clash, trazem para a música portuguesa todo um novo funk que faltava. Os Soulbizness são o produto de duas mentes brilhantes - Rodrigo Gomes e Filipe Campos - que não precisaram de muito tempo para criar temas carregados de soul, ginga e muita, mas muita alma, marcando a diferença no panorama da música nacional. O primeiro single, Oh Sugar é uma espécie de hino à boa disposição porque é completamente impossível não abanar logo aos primeiros acordes! Já correu anúncios de TV, filmes, novelas e rádio, mas ainda assim não me consigo fartar dele. Collectables é o EP de estreia, com apenas 4 músicas que nos deixam a ansiar pelo volume II de uma colecção que se quer maior que a enciclopédia. Se tocarem por perto, não deixem de os ver ao vivo, porque vale mesmo a pena!

Soulbizness, Oh Sugar


6 comments:

Leididi said...

São bons que se fartam. Só não percebo porque é que ainda não são tão conhecidos como os Pontos Negros, que não valem um cú de boi.

ANÓNIMO said...

Não há nada como um bom groove. Este tema está muito bem conseguido. Vamos lá dar uma força a esta rapazeada!!!

Happinêss said...

Eu já vi estes meninos umas quantas vezes e eles são muito bons, sim!Fazem vibrar, sobretudo se estivermos descalços com os pés na areia como no last summer!

Epah, ó leididi, lá tás tu com o teu mau feitio, meu! Deixa lá os Pontos Negros em paz! Os miúdos até são bons, originais!!

é verdade, ouvi uma música na rádio que me despertou os sentidos, é de João e a Sombra, oiçam.

Nice weekend!!

Andy said...

Estes são OS MAIORESSS!!

a gaija trendy said...

Alminha,

Para quando essa ida (tão prometida) a um concerto dos Soulbizness?

Bjs

R2D2 said...

Ora aqui está um belíssimo projecto musical português.
Tenho um carinho muito especial pelos Soulbizness e admiro-os pela forma pouco convencional que encontraram para nos por a dançar.
Digo-vos uma coisa: assim de repente não me ocorre nenhum projecto musical português que tenha tido um enorme sucesso imediato e que tenha perdurado no tempo... Ponho a hipótese de a falta de um reconhecimento massivo, nesta fase, ser um bom sinal.

p.s. - quero acrescentar que para publicar este comentário tive que escrever a palavra "suckin", mas só porque fui obrigado...