Wednesday, November 16, 2011

Cartas do Anónimo


Costuma-se dizer q os sonhos bons vêm do lado esquerdo da cama. O lado do coração. Desde colecções inteiras de objectos a viagens impossíveis em tempos de cólera, o lado esquerdo é o lado improvável.
Eu conheço um pequeno rapaz, sério, que todos os dias faz contas de cabeça, à espera de somar os maiores desejos e chegar ao resultado final certo. Tenho a certeza que é à noite, quando se deita na sua cama, que os cálculos são mais frutíferos. Debaixo da sua tenda de almofadas e edredons insuflados, em pequenos montes do tamanho do seu corpito de ginasta, as contas começam a lançar calor para a atmosfera. É com esse quente, morno, que o rapaz começa a quebrar, pela raiz. Passados poucos minutos já tudo aparece em cardinal, numa mistura indefinida de contas e desejos, de números, de objectos e viagens. O que ele mais gosta. E na hora de apagarmos a luz da nossa não presença, lá está ele, contemplativo, de olhos fechados e por vezes destapado. E assim espera, todo chegado ao lado dos sonhos bons...

Lana Del Rey, Video Games

1 comment:

Gabriela said...

Tenho de ter esta carta do lado esquerdo da minha cama. Para me fazer virar e dormir para o lado do coração.
Quero conhecer esse rapaz.

(e agora o desafio das letras para nao robots)