Wednesday, September 29, 2010

Cartas do Anónimo

Corre senão apanham-te! O tempo e a desgraça. Dá corda à cabeça e começa a fugir da repetição. Age. Para um lado e para outro sem saberem onde estás. Vai tocando nas coisas, sente o que conseguires e desata noutra direcção. Não percas o tempo que te sobra para ainda seguir outro caminho. E quando começares a sentir o coração na cabeça, o horizonte a ir e a vir em fracções de imagem, arranca para outra direcção, mais fria e menos saturada. Se chegares a um sítio que chamem de paraíso, não te deixes vencer pela beleza da evidência. Olha, toca e foge. Continua sempre. Os caminhos ao contrário nem parecem os mesmos. Continua a caminhar.

The Tallest Man On Earth, Like The Wheel

No comments: