Wednesday, April 28, 2010

Cartas do Anónimo


Pequenos prazeres. Prazeres que não custam nada. Não temos que pagar por eles. Executamo-los sem nos apercebermos. Até que há um dia nas nossas vidas em que pensamos neles. Hoje quando cheguei a casa, pés e alma a latejar, descalcei-me do calor das preocupações. Em menos de um minuto tirei os ténis, as meias e pousei os pés no frio da madeira do chão. Apercebi-me que só hoje agradeci a existência de um dos prazeres da minha vida. Quantos mais não haverão assim? A felicidade é de graça…


Cowboy Junkies, Blue Moon

No comments: