Tuesday, January 12, 2010

Cartas do Anónimo

As partidas são românticas. Mas pior ainda são as partidas não anunciadas. As que o destino já fitava como um dente espera o naco. Mas não são só românticas. São mais que tudo desespero. Uma dor surda que retira o equilíbrio e enche os substituídos de um calor estranho- de medo. Depois do choque só lembranças ou talvez uma conclusão absurda de irreversível. A condição humana é tão cruel como previsível. Os acidentes são só o desfecho do que a vida já andava a aprontar. Começar pelo fim e voltar ao princípio. Uma hipótese nada hipotética. O sentido é sempre o mesmo, apesar de fugirmos dele enquanto nos sentimos conscientes de que somos eternos… Assim seja.



The Antlers, Epilogue

No comments: