Wednesday, May 27, 2009

Cartas do Anónimo


Estava decididamente fixado naquele que poderia ser o único momento explosivo do seu mês. Já não via mais nada a não ser os saltos, as risadas, a dança, os olhares intrometidos e o coração a acelerar ao ritmo da música. A festa estava a três dias de se realizar. O emprego já lhe sabia a passado e os semáforos só lhe faziam lembrar luzes psicadélicas. Queria tanto aquele momento como um raio que procura poiso onde se descarregar. Destemido e inconsciente, sem pensar nas consequências, agarrou no telemóvel e ligou:


- A vida é somente uma inspiração. As memórias ajudam a construir-nos. Estarei eu a falar de ti? Não faço ideia. Pouco interessa se digo uma mentira, basta olhares-me nos olhos…


Do outro lado houve espanto. Espanto de primeiro mergulho, curiosidade de buraco de fechadura. Um sabor a adrenalina na boca encortiçada misturado com uma ansiedade desconcertante. Sem mais, ele avançou:


- Quero-te convidar para uma festa no sábado. Acho que nunca te vais esquecer desse dia…


The Teenagers, Make It Happen

4 comments:

Lek said...

o texto é ...lamechamente aceitável.
a música é ...paneleira.
Desculpem lá.

ANÓNIMO said...

Oh lek, não digas isso. Coitados dos Teenagers não sabem o que fazem...

Lek said...

Não não, temos de ser duros e inflexiveis. Eles depois crescem e é um sarilho.

Strayavat said...

épa o anonimo com muita ena minha nao vou a vossa party de sabad mas no entanto estarei no radio bar nas caldas da rainha na final do concurso de bandas onde os plant vao actuar!

cumps a todos os xukeboxianos