Wednesday, March 11, 2009

Guest Box

O espaço que se segue é da inteira responsabilidade do Anónimo:

-Então lês-te aquilo?

- Aquilo o quê? Não sei de que estás a falar.

- És mesmo distraído! Quando é que começas a prestar atenção ao que te dizem?!

- Pois, tens razão. Tenho andado com um querer na terra e outro no céu…

Agora sim, encontrei o que queria.Ligo o computador ainda com as chaves na mão, abro o mail, debruço-me sobre o ecrã mal iluminado e procuro-te no meio de tanto tráfego ilimitado. Há dias em que tudo nos acontece. Empurrões para a frente por cima de atacadores ainda mal apertados.

Hoje foi um deles. Um dia de afinal, um dia de reencontros e varrer o pó das prateleiras. E quando o sol desce para lá, um breve e quente sentimento de conquista instala-se no peito. Uma vez escrevi assim: A maior virtude dos vivos é honrar aqueles que os vão alimentando de sonhos.

O segredo de não guardar emoções pertence aos que iluminados pelo desvario oferecem elogios e dádivas acidentais. As tuas palavras deixaram-me consolado. Preparado para mais umas tantas jornadas de absolvição de actos errantes e passos incertos. Os dias nunca se repetem nem tão pouco se adivinham…


Datarock, The Most Beautiful Girl

1 comment:

Anonymous said...

obrigada por existires! dá-me prazer olhar para os teus olhos sempre sequiosos de emoções, experiências, conforto...és o meu irmão mais novo e meu bom amigo!

Parabéns!